História de José

31-07-2010 12:01

OS IRMÃOS TÊM INVEJA DE JOSÉJacó amava e preferia José do que os outros filhos e mandou-lhe fazer umatúnica de várias cores. Por isso, os mais velhos começaram a invejá-lo.Um dia praticaram uma ação muito má e José os acusou ao pai. Desde então seusirmãos tomaram-lhe ódio e começaram a falar-lhe com maus modos.Uma vez, José disse-lhes: Ouçam um sonho que tive: estávamos no campoa atar feixes. O meu feixe ergueu-se de pé e os vossos puseram-se em volta eprostraram-se diante dele. Os irmãos replicaram-lhe: Porventuraserás nosso rei? E o odiavam cada vem mais.José contou-lhes ainda outro sonho dizendo: Vi em sonhos o sol, a luae onze estrelas inclinarem-se diante de mim O pai repreendeu-o: Oque significa esse sonho que tiveste? Acaso eu, tua mãe e teus irmãos haveremosde nos prostar diante de ti?" E a inveja e o ódio dos irmãosaumentava cada vez mais.JOSÉ VENDIDO POR SEUS IRMÃOSUm dia, os irmãos de José tinham ido para muito longe com os rebanhos. E o paidisse a José: Vai ver se os teus irmãos estão bem Assim queeles o avistaram, disseram: Lá vem o sonhador. Matemo-lo e depoisdiremos que uma fera o devorou"Logo que José chegou até eles, seus irmãos o despiram da túnica de várias corese o lançaram numa cisterna velha. Por acaso passava por ali uma caravana demercadores estrangeiros que seguia para o Egito. E eles, então, tiraram José dacisterna e o venderam por vinte moedas de prata. Em seguida, tingiram a túnicacom o sangue de um cabrito e mandaram-na ao pai com este recado: "Encontramosesta túnica. Não será a de vosso filho?. O pai a reconheceu e disse: "Atúnica é do meu filho! Uma fera devorou José. E nunca mais deixou dechorar pelo filho.JOSÉ NA PRISÃOOs mercadores levaram José para o Egito e lá o venderam a um dos dignatários dofaraó, chamado Putifar, que o fez administrador de seus bens. Um dia, a mulherde Putifar tentou arrastá-lo para o pecado, mas José disse-lhe: Comoeu poderia cometer tamanha injustiça e pecar contra o meu Deus?. Elaficou muito irritada e disse ao marido: José quis que eu cometesse opecado". O egípcio acreditou na mulher e mandou prender José.JOSÉ EXPLICA OS SONHOSDeus estava com José. O chefe da prisão gostava dele e confiou-lhe a vigilânciados outros presos.Aconteceu que o rei do Egito mandou prender o copeiro e o chefe dos padeiroscomo culpados de um crime contra sua pessoa. Uma manhã José, vendo-os muitotristes, perguntou-lhes: Por que estais tão preocupados?.Eles responderam: Tivemos um sonho e ninguém sabe interpretá-loJosé disse-lhes: Só Deus dá a inteligência dos sonhos. Contai-me osonho.O copeiro-mor disse: Vi em sonho uma cêpa de videira que tinha trêsvaras. Peguei em dois cachos, espremi-os numa taça e apresentei-a aofaraó José disse-lhe: As três varas significam três dias.Dentro de três dias o faraó te restituirá ao cargo. Lembra-te de mim quandofores feliz. Pede ao faraó que me tire deste cárcere porque eu não fiz mal algum.O padeiro disse por sua vez: "No meu sonho, parecia-me levar à cabeçatrês cestos de pão branco. No cesto que ia por cima havia muitas iguarias parao faraó, mas as aves vinham comê-las. José disse: Os trêscestos significam três dias, depois dos quais o faraó te mandará cortar acabeça e as aves devorarão tua carne..Três dias depois, o faraó festejava o aniversário do seu nascimento. Durante obanquete, lembrou-se do copeiro-mor e restituiu-o ao seu cargo; ao padeiro,mandou enforcar, tudo como José lhes tinha predito. Mas o copeiro, retornandoao seu lugar, não se lembrou mais de José.ELEVAÇÃO DE JOSÉDois anos depois, o faraó teve também um sonho: viu sair do Nilo sete vacas,lindas e gordas, e depois outras sete, feias e magras, que devoravam asprimeiras. Em seguida, viu sair do mesmo caule sete espigas cheias de grãos eformosas, e outras sete, delgadas e vazias, que engoliram as primeiras. Ninguémsoube interpretar o sonho do faraó. Então ele mandou chamar José, que lhedisse: As sete vacas formosas e as sete espigas cheias significam seteanos de abundância. As sete vacas magras e as sete espigas vazias significamsete anos de fome. Virão agora sete anos de grande fertilidade para todo oEgito, mas depois seguir-se-ão sete anos de penúria. Escolha, pois, o faraó umhomem sábio e prudente para recolher o sobejo das colheitas e reservarprovisões para os sete anos de miséria.O faraó aceitou este conselho e disse a José: Quem haverá mais sábio eprudente do que tu? Faço-te senhor de todo o Egito. E, tirando o anelreal, colocou-o no dedo de José. Vestiu-o ricamente, pôs-lhe no pescoço umcolar de ouro e mandou-o passear em triunfo no seu côche real. Além disso,deu-lhe um nome egípcio que significa salvador do mundo. Todos deviam seprostrar diante de José.Chegaram os sete anos de fertilidade e José mandou recolher todo o excedentedas colheitas. Seguiram-se os sete anos de miséria e o povo começou a pedir pãoao faraó. O faraó respondia: Ide a José. Então José mandouabrir os celeiros. De toda a parte acorria gente ao Egito para comprar trigo.

 

Fonte:http://pt.shvoong.com

 

Orando.comvocê