História de Daniel

31-07-2010 12:34

 a história de Daniel desafia-nos a viver um novo tempo com o Senhor. É uma das mais intrigantes e desafiadoras mensagens de Deus para o seu povo, através de fatos que aconteceram na vida de um escravo. Depois que Deus ficou realmente "cansado" com o pecado de Israel, Ele permitiu a entrada do rei Nabucodonosor em Jerusalém. Este levou consigo para a Babilônia muitos jovens escravos. Jovens sem nenhum defeito, de boa aparência, instruí­dos em toda a sabedoria, doutos em ciência, versados no conhecimento e que fossem competentes para assistirem no palácio do rei e lhes ensinasse a cultura e lí­ngua dos caldeus (Dn 1.4). Entre eles se achavam da tribo de Judá, Daniel, Hananias, Misael, Azarias.

Daniel, sem duvida, é o protagonista desta história, e não é difícil entender por que ele se tornou tão íntimo de Deus. Quatro jovens foram arrancados de suas casas, tirados do conforto dos seus lares, impedidos de viverem com as pessoas que mais amavam. Foram levados como escravos a uma terra desconhecida, longe de qualquer possibilidade de viver uma vida normal. Apesar de se tornarem escravos, o rei mandou servir a eles as melhores comidas e bebidas do reino. Daniel decidiu rejeitar os manjares do rei para não se contaminar, de acordo com os preceitos levíticos. Foram três anos de consagração ao Senhor, comendo legumes e bebendo água.

Daniel era descendente da famí­lia real de Judá, ou pelo menos da alta nobreza dessa nação (Dn1.3). Ele tinha entre doze e dezesseis anos de idade quando foi levado à Babilônia. Ele e seus amigos foram forçados a entrar no serviçoo da corte real babilônica. Apesar de tanta luta e decepção, Deus estava com eles, e estava honrando seus esforços para manter aceso o fogo que ardia em seus corações. No versí­culo 17 do capitulo 1 de Daniel, vemos que Deus conferiu aos quatro jovens o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria, mas a Daniel deu inteligência de todas a visões e sonhos.

1a. verdade espiritual: Sempre que abrimos mão de algo terreno que está relacionado com a nossa carne ou ao mundo, Deus nos recompensa infinitamente mais com presentes espirituais. Daniel e seus três amigos trocaram o conforto, as delí­cias do palácio, as mordomias que poderiam usufruir pela presençaa do Senhor. E receberem de Deus um presente que só Ele poderia dar: dons, sabedoria, inteligência, conhecimento. O próprio rei reconheceu que sobre a terra não havia homens tão inteligentes e sábios quanto eles. Foram achados 10 vezes mais doutos em toda sabedoria e inteligência que todos os magos e encantadores que haviam no reino babilõnico.

2a. verdade espiritual: Mesmo que as circunstâncias mostrem ao contrário Deus não me abandonou. A situação de Daniel não era nada boa. Estava longe de seus pais, tornou-se um escravo. Mesmo assim, decidiu confiar em Deus. Na verdade, não havia nenhum indicativo que Deus estava "nesse negócio". Temos que aprender que Deus não se deixa levar pelas circunstâncias como nós. Não importa se nascemos ou morremos Deus é Deus, se temos saúde ou enfermidade Deus é Deus, se as lutas chegam até nós, Deus continua sendo Deus. Temos que ter a consciência que o Deus de toda eternidade está no controle de todas as coisas. Sempre que optamos crer em Deus a possibilidade de decepção é inexistente.

3a. verdade espiritual: Mesmo fazendo a vontade de Deus, as lutas e provas continuam. Os amigos de Daniel foram lançaados na fornalha ardente por não se dobrarem ao deus babilônico. Daniel foi lançado na cova dos leões por orar ao Senhor dos Senhores. É bem provável que quando optamos em servir ao Senhor as provações estejam apenas começando. (Tg 1.2-4). Vemos muitas pessoas reclamando, murmurando a respeito das adversidades que tem passado, como se tivessem o direito de exigir do Senhor o término da provação simplesmente por confiarem Nele. O poder de dizer o sim e o não está na boca do Senhor. Creio que não devemos pedir a Deus que faça cessar a prova, mas devemos pedir para que nos ajude a passar por ela. Enquanto durar a prova nossa atitude deve ser glorificar ao nome do senhor Jesus.

Confie no Senhor, mesmo que todos sejam injustos com você, mesmo que o mundo te odeie, mesmo que não haja em quem se possa confiar, o Senhor te ama e vai fazer de você um vitorioso.

 

 

Fonte: http://www.igrejadomover.org.br/

 

Orando.comvocê